Como alimentar melhor nossos filhos



As crianças são as campeãs na arte de imitar e é apenas assim que elas aprendem inúmeras coisas no dia-a-dia. As crianças escutam os adultos conversarem e isso estimula as primeiras palavras e assim constroem todo seu vocabulário, brincam de imitar, de repetir, repetem as frases mesmo fora de contexto, querem pentear os cabelos e escovar dentes como os adultos. 
Na hora de comer não é diferente. Elas inevitavelmente aprendem imitando, seja os pais, os irmãos mais velhos ou seus professores, babas ou cuidadores. Por isso é preciso se policiar para criar bons hábitos para os filhos.

Horário de se alimentar

As crianças tem que ter horário para comer, isso faz com que ela fique com uma leve fome entre uma refeição e outra. Assim ela está disposta a experimentar novos sabores e a comida parece mais apetitosa.

Cuidado, é necessário que os adultos comam nos mesmos horários. Se a criança na hora de seu almoço se depara com um adulto comendo outro tipo de alimento como pão, doce e salgados ela irá fazer outra escolha. Quem deve ter o domínio da escolha da alimentação são os pais, portanto evitar esse tipo de situação torna mais fácil as tomadas de decisão.

Comer em família

O ato de se sentar a mesa e comer com um conjunto de pessoas é excelente, essa é a hora de encontrar a família trocas informações do cotidiano e manter a família unida. Mas também é uma ótima oportunidade de dar exemplos. Uma mesa colorida cheia de vegetais e frutas estimula a criança a comer uma maior variedade, o estímulo é ainda maior quando ela vê seus pais e familiares comendo a mesma comida.

Compras do mês

Quem detém o poder de compra são os adultos e é por isso que eles são responsáveis pelo que as crianças comem. Compre somente o necessário. Doces, salgadinhos, sobremesas e refrigerantes devem ser esporádicos. Compre somente em um domingo ou outro, em uma ocasião especial. Quando éramos menores nossos pais nos ensinaram assim e eles estavam certos.

Merenda escolar

Novamente nossos pais estavam certos, eles insistiam que levássemos nossas merendeiras com pães, frutas e sucos e é assim que deve ser. Evite dar ao seu filho biscoitos e refrigerantes como lanches, além de serem muito calóricos não possuem nenhum nutriente que irá estimular a aprender mais na escola.

Preparo das refeiçoes

As crianças são curiosas por natureza, querem saber sempre de onde veio, como é feito, pra que serve. Chame seus filhos para cozinha e deixe que eles ajudem a preparar o que vão comer, deixe eles brincarem com a comida se assim for necessário. Isso instigará a vontade de comer outros alimentos.

Ofereça de tudo
Oferte para seu filho todo tipo de alimento, não somente aquilo que você gosta. É importante, principalmente nos primeiros quatro anos de vida, que as crianças entrem em contato com a maior quantidade de sabores possível. Assim ela terá menos chance de rejeição ao experimentar novos alimentos. 

Além disso, para se dizer que uma pessoa não gosta de algum sabor é necessário que ela rejeite de 8 a 12 vezes, isso porque nosso cérebro recusa aquilo que não conhecemos, principalmente sabores mais amargos, isso é um mecanismo de defesa para não nos intoxicarmos .