Comer para malhar

Durante o exercício o corpo necessita de uma fonte energética, ela pode ser retirada da alimentação prévia, reservas de carboidrato encontrado nos músculos (Glicogênio) e na ausência pode ate ser retirada da proteína do músculo. Porém é prejudicial ao músculo que suas proteínas sejam fonte de energia pois para isso há degradação do mesmo, através desse mecanismo se produz ácido lático que causa câimbras. A gordura também é utilizada como fonte energética, porém só conseguimos transforma-la em energia quando há carboidrato disponível. Existe uma famosa frase dos fisiologistas e bioquímicos que fala exatamente isso : "Os lipídeos queimam em uma chama de carboidratos".

Praticando exercícios em jejum você perde massa magra, está mais propenso a lesões, fadiga muscular e a queda brusca da pressão e da glicemia.

Para preservar o músculo, fortificá-lo, tonificá-lo e a até aumentar a massa muscular o ideal é fazer uma refeição de 60 a 90 min. antes do exercício, ingerir sucos ou soluções hidrotônicas logo após o exercício e até 60 minutos depois outra refeição. As refeições variam de pessoa para pessoa e do tipo de exercício que ir fazer, mas tem algumas regras básicas.



Antes do treino deve-se evitar alimentos com gorduras e fibras que dificultam a digestão. O ideal é um lanche leve como um pão branco com geleia de frutas e um iogurte natural desnatado com frutas ou aveia.

Durante o exercício é necessário manter um aporte hídrico adequado, a quantidade de liquido necessário varia com o tipo de exercício, para se ter uma noção da quantidade basta se pesar antes de começar a treinar, com a bexiga vazia, e pesar também após o treino com a bexiga vazia. A quantidade em kg perdida é a quantidade que se deve repor de líquidos durante e após o exercício.

Durante o exercício intenso o corpo perde muita água e sais minerais, portanto é importante repor, isso pode ser feito com os hidrotônicos ou sucos naturais que podem ser ingeridos durante e após o treino. Em exercícios mais leves e com pouca duração a própria água repõe essa perda.

Após o treino é necessário repor energia e disponibilizar proteínas para síntese proteica e reposição do glicogênio, para isso basta uma refeição balanceada arroz, feijão, carne magra, verduras e legumes a vontade. Para que prefere um lanche o sanduíche natural é uma boa pedida. A melhor hora para se tomar os suplementos proteicos também é agora, pois é quando o corpo está sintetizando novas células, repondo e formando mais músculos, o que vale lembrar é que essa síntese depende também de carboidrato, quando se consome somente a proteína, você a utiliza como fonte de energia. Procure um profissional que te indique se há necessidade do suplemento e qual será melhor aproveitado pele seu corpo.

Vale lembrar que esse artigo é apenas para ressaltar que uma dieta adequada é essencial para o sucesso esportivo e para alcançar objetivos com o treinamento, mas antes de iniciar uma atividade física é necessário ter a orientação de um profissional e ainda o auxilio de um nutricionista que irá avaliar qual a melhor dieta para seu tipo físico e para a atividade física escolhida.