Castanha do Pará


A Castanha do Pará, também conhecida como castanha do Brasil ou do Acre, vem de árvore, chamada Bertholletia excelsa, cujo o fruto, ouriço, contém a castanha, que é na verdade a sua semente.

Sim, a "Castanha do Pará" é uma semente e não uma castanha propriamente dita.

A Castanha do Pará tem alto valor calórico e proteico. Confira tabela abaixo:
Valor Nutricional – Castanha do Pará

100 g         
Porção 1 unidade (7 g)
Calorias
664,0 kcal
46,48 kcal
Proteínas
14,5 g
1,02 g
Carboidratos
13,0 g
0,91 g
Gorduras
67,10 g
4,7 g
Fibras
8,02 g
0,56 g
Minerais
3,56 g
0,24 g

Apesar desta castanha apresentar um bom perfil lipídico com equilibrado balanço de diferentes gorduras não   é capaz de modificar o perfil lipídico em adultos saudáveis, visto que ela possui uma grande quantidade de ácidos graxos saturados, quanto as proteínas elas atendem a quase todas as necessidades de aminoácido essencial, ou seja aqueles que nos são fornecidos exclusivamente através da alimentação não conseguindo sintetiza-los. É encontrado nela também um quantidade considerável de fibras solúveis, que está ligado com o aumento do bolo fecal, diminuição de problemas do intestino.
Além disso, cerca de 30 gramas dessa castanha consegue alcançar a quantidade de selênio que é recomendado para um dia para mulheres e homens entre 18 e 70 anos que é de 55µg. A falta de selênio está ligada a mialgia (dor muscular), degeneração pancreática, sensibilidade muscular e maior susceptibilidade ao câncer. 
Alguns estudos verificaram que o consumo de 2 castanhas ao dia é capaz de repor em 65% a quantidade desse mineral no sangue, promovendo o combate aos radicais livres, além disso esse consumo está associado ao menor risco de câncer de cólon em mulheres.
As castanhas do Pará também são boas fontes de vitamina E para a alimentação humana com destaque para o α-tocoferol. A vitamina E é parte do sistema de defesa antioxidante do organismo, desempenhando diversas ações, como inibição da oxidação lipídica e proteção contra o estresse oxidativo. Pode agir, ainda, como substância protetora contra alguns tipos de cânceres, como o de próstata e de esôfago.